Bem Vindos


Caro leitor, bem vindo ao blog da Usimak

Este espaço serve sobre tudo para divulgar notícias, produtos, ideias e para estimular a discussão.
Esclarecer dúvidas e sugestões em relação a nossos produtos atuais e também sobre novos produtos em desenvolvimento.
Espero que este espaço seja útil para todos. Todas as sugestões são bem vindas.

Pesquisar este blog

anúncios

4 de nov de 2011

Prefeitura garante recursos para fábrica de blocos no presídio de Ji-Paraná

fabrica de blocos

Iniciativa do vereador Nilton Cezar Rios (PSB), presidente da Câmara de Ji-Paraná, a implantação de uma fábrica de blocos de concreto no presídio Agenor Martins de Carvalho ganhou um convênio de R$ 65 mil da prefeitura. A parceria foi acertada pelo vice-prefeito José Otônio com a Associação de Proteção, Assistência e Inclusão Social de Condenados (APAC).

Em agosto, o vereador Nilton Cezar Rios requereu junto ao prefeito José Bianco (DEM) um convênio de cooperação ente Executivo e a APAC, objetivando a utilização da mão de obra dos apenados do semi-aberto, na fabricação de blocos para ruas e casas populares do Município.

O projeto prevendo a celebração do convênio será enviado para aprovação na Câmara na próxima semana. “É uma solicitação que o prefeito nos atendeu com grande agilidade, inclusive já adquirindo alguns dos equipamentos para montagem da fábrica na APAC. A intenção é que os apenados iniciem os trabalhos já no próximo mês”, elogiou Nilton.

Outro ponto exposto pelo vereador é que a fábrica reduzirá a quantidade de licitações e agilizará a produção e efetivação dos serviços. “Estamos tendo em Ji-Paraná várias ruas sendo pavimentadas com bloquetes, e outros cerca de sete quilômetros que receberão pavimentação por blocos até o final deste ano. Hoje o município conta com uma fábrica própria de blocos e manilhas, adquirida com emenda do deputado estadual Jesualdo Pires e vamos colocar mais uma na cidade. Essa adquirida com recursos próprios do município”, ressaltou Nilton Cezar.

Nilton ressaltou ainda o apoio do Judiciário através da atuação do Juiz da Vara de Execuções Penais, Edwaldo Fantine Júnior que é um dos parceiros do projeto.

A APAC está na cidade há mais de oito anos e poderá dobrar o número de apenados envolvidos no projeto de terapia ocupacional, após a implantação da fábrica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário