Bem Vindos


Caro leitor, bem vindo ao blog da Usimak

Este espaço serve sobre tudo para divulgar notícias, produtos, ideias e para estimular a discussão.
Esclarecer dúvidas e sugestões em relação a nossos produtos atuais e também sobre novos produtos em desenvolvimento.
Espero que este espaço seja útil para todos. Todas as sugestões são bem vindas.

Pesquisar este blog

anúncios

15 de jun de 2012

Para ‘Economist’, salários de servidores no Brasil são ‘roubo’ ao contribuinte


Uma reportagem na edição desta semana da revista britânica Economist afirma que altos salários pagos a parte dos funcionários públicos do Brasil são um “roubo ao contribuinte”. Os dados sobre a remuneração dos servidores foram revelados recentemente por meio da Lei de Acesso à Informação.
“A presidente Dilma Rousseff está usando a lei sancionada no mês passado, originalmente criada para ajudar a desvendar atrocidades cometidas pelo regime militar, para expor os gordos salários de políticos e burocratas”, diz a revista.
Economist cita como exemplo de abuso o fato de mais de 350 funcionários da prefeitura de São Paulo ganharem mais que o presidente da Câmara, cujo salário líquido é de R$ 7.223, segundo a Economist.
A publicação compara o salário de uma enfermeira-chefe da prefeitura do município, de R$ 18.300, com a média salarial da iniciativa privada, e conclui que o salário da servidora é 12 vezes mais alto que o pago pelo mercado.
A reportagem lembra que, por lei, nenhum funcionário público pode ganhar mais que R$ 26.700 – a remuneração dos juízes de instâncias federais superiores.
Porém, um terço dos ministros e mais de 4 mil servidores federais teriam rendimentos superiores a esse teto. Incluindo o presidente do Senado, José Sarney, cujo salário chegaria a R$ 62 mil, devido a um acúmulo de pensões.
A revista também classifica como um “roubo ao contribuinte” o fato de membros do Congresso receberem 15 salários por ano, enquanto a maioria dos brasileiros recebe 13.
FONTE: BBC Brasil

Materiais Adequados para Artefatos de Concreto(traço para fabricar bloco)


traço para fabricar bloco de cincreto Como selecionar os materiais adequados para fazer Blocos, Lajota de Pavimentação e Brasileirinho.

Os materiais mais usados:
Pedrisco: É a pedra ( 0 ), que tem o tamanho de 3 a 6 mm e forma roliça (arredondada).
Pó-de-pedra: É um derivado do pedrisco (semelhante a uma areia média/grossa) que tema função de ligar o pedrisco ao cimento.
Pedrisco-misto: É o pedrisco misturado com pó-de-pedra. Algumas pedreiras já fornecemaos fabricantes de blocos numa mistura meio a meio.
Talco-de-pedra: Muito cuidado! É um material muito fino que se assemelha a um talco, gerando muitos problemas na fabricação dos blocos por aumentar o consumo de cimento e baixar a produção, pois o material “emplasta” na fôrma freqüentemente.  
Areia: É utilizado areia média/grossa podendo acrescentar uma pequena porcentagemde areia fina para fechar os poros dos blocos, dando assim maior acabamento e também evitando os mesmos problemas causados pelo talco-de-pedra.
Pode-se usar também a pedra (0,5) , areia de barranco, pedrisco de rio, argila expandida, materiais reciclados como Entulho de Obra Triturado, etc.
DEVEMOS SABER QUE OS MATERIAIS GROSSOS DEMORAM MAIS PARA COMPACTAR, DÃO MENOR ACABAMENTO E DESGASTAM MAIS RAPIDAMENTE OS EQUIPAMENTOS.
**** DEPENDENDO DA UMIDADE DO MATERIAL E/OU TEMPO DE COMPACTAÇÃO,ESPESSURA DA PAREDE DA PEÇA MOLDADA, RAIOS DE CURVATURA DA CAIXA OU CANECAE CÔNICO DAS CANECAS, PODE HAVER UMA GRANDE VARIAÇÃO PARA MAIS OU PARAMENOS NO PESO E/OU CONSUMO. ****


BLOCOS

Consumo por milheiro ( 1.000 ) dos blocos produzidos:
Blocos de 10 ( 09 X 19 X 39 ) para vedação ( comum )
.
.
Consumo de 4,5 m³ de material
Traço
Cimento
Pedrisco Misto ( 6 latas de pedrisco ( 0 ) + 6 latas de pó-de-pedra )
12 X 1
9 sacos
Areia média / grossa ( 9 latas de areia )
9 X 1
12 sacos
Bloco Estrutural de 10 ( Consumo de 6 m³ de material ) sendo:
6 X1
17 sacos
4 m³ de areia média / grossa ou pó-de-pedra + 2 m³ de pedrisco ( 0 )
.
.
.
.
.
Blocos de 15 ( 14 X 19 X 39 ) para vedação ( comum )
.
.
Consumo de 6 m³ de material
Traço
Cimento
Pedrisco Misto ( 6 latas de pedrisco ( 0 ) + 6 latas de pó-de-pedra )
12 X 1
12 sacos
Areia média / grossa ( 9 latas de areia )
9 X 1
16 sacos
Bloco Estrutural de 15 ( Consumo de 8,5 m³ de material ) sendo:
6 X 1
25 sacos
5 m³ de areia média / grossa ou pó-de-pedra + 3 m³ de pedrisco ( 0 )
.
.
.
.
.
Blocos de 20 ( 19 X 19 X 39 ) para vedação ( comum )
.
.
Consumo de 8 m³ de material
Traço
Cimento
Pedrisco Misto ( 6 latas de pedrisco ( 0 ) + 6 latas de pó-de-pedra )
12 X 1
16 sacos
Areia média / grossa ( 8 latas de areia )
8 x 1
24 sacos
Bloco Estrutural de 20 ( Consumo de 12 m³ de material ) sendo:
6 X 1
34 sacos
8 m³ de areia média / grossa ou pó-de-pedra + 4 m³ de pedrisco ( 0 )



maquina de fabricar blocos de concreto usimak


BRASILEIRINHO

Consumo por milheiro ( 1.000 ) do BRASILEIRINHO utilizando sacos de 50 KG de Cimento.
Nº 1 = BRASILEIRINHO ( 09 X 19 X 19 )
TRAÇO
CIMENTO
PEDRISCO MISTO ( 5 LATAS DE PEDRISCO ( 0 ) + 5 LATAS DE PÓ-DE-PEDRA )
10 X 1
2
AREIA MÉDIA / GROSSA ( 8 LATAS DE AREIA )
8 X 1
2.5
CONSUMO DE MATERIAL
          0.90 m3
#
PESO UNITÁRIO DO BLOCO
   2.3 KG 
#
PEÇAS POR m2
     26 UNIDADES
#
Nº 2 = BRASILEIRINHO ( 12,5 X 25 X 14 )
TRAÇO
CIMENTO
PEDRISCO MISTO ( 5 LATAS DE PEDRISCO ( 0 ) + 5 LATAS DE PÓ-DE-PEDRA )
10 X 1
3.6
AREIA MÉDIA / GROSSA ( 8 LATAS DE AREIA )
8 X 1
4.5
CONSUMO DE MATERIAL
 1.8 m3
#
PESO UNITÁRIO DO BLOCO
 3.5 KG
#
PEÇAS POR m2
     28 UNIDADES
#
Nº 3 = BRASILEIRINHO ( 12 X 28 X 19 )
TRAÇO
CIMENTO
PEDRISCO MISTO ( 5 LATAS DE PEDRISCO ( 0 ) + 5 LATAS DE PÓ-DE-PEDRA )
10 X 1
5.5
AREIA MÉDIA / GROSSA ( 8 LATAS DE AREIA )
8 X 1
6.7
CONSUMO DE MATERIAL
 2.7 m3
#
PESO UNITÁRIO DO BLOCO  
 5.4 KG
#
PEÇAS POR m2
     21 UNIDADES
#
Nº 4 = BRASILEIRINHO ( 14 X 28 X 19 )
TRAÇO
CIMENTO
PEDRISCO MISTO ( 5 LATAS DE PEDRISCO ( 0 ) + 5 LATAS DE PÓ-DE-PEDRA )
10 X 1
7.6
AREIA MÉDIA / GROSSA ( 8 LATAS DE AREIA )
8 X 1
9.5
CONSUMO DE MATERIAL
  3.8 m3
#
PESO UNITÁRIO DO BLOCO  
   5.9 KG
#
PEÇAS POR m2
     18 UNIDADES
#
BS.: OS TRAÇOS BÁSICOS PODERÃO SER MODIFICADOS DE ACORDO COM A NECESSIDADE DO CLIENTE.

PAVIMENTAÇÃO COM LAJOTAS
VANTAGENS:
  • Entre os vãos das lajotas, penetra a água da chuva, exercendo a função de filtro, diminuindo assim o volume de água lançada aos rios, evitando o alagamento das vias públicas e outros locais.
  • Em caso de manutenção em redes no subsolo de vias públicas ( esgoto, elétrica, telefone ) pode-se fazer à remoção das lajotas e ao término da manutenção recolocá-las.
  • Pode ser aplicado pigmento, como óxido de ferro *XADREZ*, obtendo assim, lajotas coloridas.
Traços Básicos
#
#
Traço Comercial
02 latas de areia média/grossa
OU
03 latas de areia média/grossa
03 latas de pedrisco
02 latas de pedrisco (0) ou pedra (0,5)
#
01 lata de cimento           
02 latas de areia grossa
01 lata de cimento
#
#
01 lata de cimento

CONSUMO / CUSTO ( VALORES REFERENCIAIS )
Custo para um milheiro ou 90 m² de lajotas sextavadas podendo varias de acordo com a região da fabricação.

Lajota com 30cm X 05cm ( diâmetro X espessura )
Lajota com 30cm X 08cm ( diâmetro X espessura )
2,4 m³ de areia grossa = R$ 67,20 ( R$ 28,00 m³ )
3,8 m³ de areia grossa = R$ 106,40 ( R$ 28,00 m³ )
2,4 m³ de pedrisco = R$ 72,00 ( R$ 30,00 m³ )
3,8 m³ de pedra nº. 1 = R$ 114,00 ( R$ 30,00 )
30 sacos de cimento = R$ 360,00 ( R$ 12,00 saco )
48 sacos de cimento = R$ 576,00 ( R$ 12,00 saco )
Mão de Obra = R$ 40,00 (3 operadores + gastos diários)
Mão de Obra = R$ 40,00 (3 operadores + gastos diários)
Apresentado assim um custo médio de R$ 6,00 por m²
Apresentado assim um custo médio de R$ 9,30 por m²