Bem Vindos


Caro leitor, bem vindo ao blog da Usimak

Este espaço serve sobre tudo para divulgar notícias, produtos, ideias e para estimular a discussão.
Esclarecer dúvidas e sugestões em relação a nossos produtos atuais e também sobre novos produtos em desenvolvimento.
Espero que este espaço seja útil para todos. Todas as sugestões são bem vindas.

Pesquisar este blog

anúncios

3 de out de 2011

Grandes Obras de Engenharia Civil no Brasil


Recentemente, publicamos neste blog uma coleção das principais pontes estaiadas construídas no Brasil nos últimos anos. Com a Copa do Mundo de Futebol de 2014 no Brasil, outras grandes estruturas devem ser construídas, o mesmo vale para as Olimpíadas de 2016. Nas próximas edições iremos apresentar algumas das obras que estão sendo planejadas para os próximos anos no Brasil. Mas antes, vamos lembrar alguns de nossos marcos históricos. Não poderíamos deixar de revisitar o passado quando o assunto se volta para as grandes obras da engenharia brasileira, e dar destaque inicial as obras da Ponte Rio-Niterói e da Barragem de Itaipu. 

Complexo Hidroelétrico de Itaipu

O Complexo Hidroeléctrico de Itaipu, que está localizado no Rio Paraná, continua como uma das maiores barragens do mundo. Tem uma potência geradora de cerca de 14 mil MW, fornecendo parte da energia elétrica consumida em quase todo o Sudeste do Brasil e também atendendo ao Paraguai, país parceiro na construção.


Na obra foram usados cerca de 13 milhões de metros cúbicos de concreto e aproximadamente 40 mil operários participaram da obra. Uma curiosidade sobre a concretagem dos enormes blocos de concreto de Itaipu foi o uso de gelo misturado ao concreto, para evitar o superaquecimento, provocado pelo calor de hidratação.











Detalhe das armaduras na Barragem de Itaipu


A Ponte Rio-Niterói

Localizada na baía Guanabara, no estado do Rio de Janeiro, a ponte Rio-Niterói liga essas duas cidades. É uma das maiores pontes rodoviárias do mundo, medindo cerca de 14 km. A sua construção foi concluída no ano de 1974, sendo tendo sendo sua estrutura em concreto armado e protendido, tendo algumas das estruturas centrais do caixão da ponte também metálicas.

Recentemente, a ponte passou por intervenções de modo a corrigir problemas dinâmicos verificados. Na ocasião foram instalados sistemas de amortecimento de vibração passivos, baseados em um conjunto de massas móveis, calculadas para dissipar energia e diminuir as amplitudes de deslocamento que estavam sendo experimentadas na ponte.
Vista dos vãos da ponte Rio-Niterói
origem;

Nenhum comentário:

Postar um comentário